09/10

O melhor queijo do mundo é do Fundão e delicia os EUA

Premiado no Outono passado nos EUA, o Queijo Amarelo da Beira Baixa continua a seduzir os americanos. Processo de fabrico vai ser tema de conferência na 5.ª Avenida em Nova Iorque

O empresário que produz, na Zona Industrial do Fundão, o Queijo Amarelo da Beira Baixa está de malas aviadas para Nova Iorque, onde participará, no dia 15, numa conferência sobre o famoso queijo que em finais do ano passado foi considerado, nos Estados Unidos, o melhor do mundo. "Vou falar do processo de fabrico do Queijo Amarelo da Beira Baixa e da região onde é produzido", disse ao Jornal do Fundão Daniel Reis Amarelo, acrescentando que esta viagem aos Estados Unidos surgiu a convite de um cliente americano e contemplará, no dia 16, uma degustação numa loja da 5.ª Avenida.

O Queijo Amarelo da Beira Baixa, que é produzido com leite cru de ovelha e de cabra, foi considerado o melhor queijo do mundo numa prova (cega) organizada pelas conhecidas revistas Vanity Fair e Wine Spectator, para escolher o melhor entre os melhores cem queijos do mundo. De olhos vendados, os membros do júri renderam-se à excelência do Queijo Amarelo da Beira Baixa, entre muitos outros de vários países.

"É um queijo único no mundo e é produzido no Fundão. Sei que a qualidade é boa, mas os outros também deviam ser bons, admite Daniel Reis Amarelo, que soube do prémio alcançado do lado de lá do Atlântico através de um cliente americano e do director da Sonae. Foi no Outono do ano passado. A escolha do júri foi divulgada pela comunicação social em vários pontos do mundo e, como era de prever, as vendas subiram em flecha. "Vendemos muito mais no Natal seguinte. Felizmente, estava preparado, mas se não estivesse era um problema", contou o empresário.

Mas qual é, afinal, o segredo do afamado queijo? "Uma mistura de leite de ovelha e de cabra, mas sobretudo o microclima desta região entre a Gardunha e a Estrela e que se reflecte nos pastos e no processo de cura", garante Daniel Reis Amarelo, que não passa sem queijo e sobretudo sem o Amarelo da Beira Baixa, que é de longe o seu preferido.

http://www.dn.pt/bolsa/interior.aspx?content_id=1384805